Ocorreu um erro neste gadget

9 de novembro de 2011

A ELASTICIDADE DOS PEIXES

Ou chamo de  “efeito-sanfona”?
Dizem que pescador é mentiroso, e há muitos que o são, mas, se há um bicho que aumenta e diminui de tamanho e de peso, é o peixe. Nunca vi coisa igual!
O tamanho dele continua variando independentemente do tempo em que foi a pescaria.
Quando você fisga o bicho, calcula que ele tem uns
quatro quilos. Ao vê-lo, ainda na água, acha que deva ter uns seis quilos. Se você está em um pesqueiro, na hora de pagar, você acha que tem um quilo e meio, mas paga por sete quilos.  Chegando em casa percebe que ele mal alcança os dois quilos e meio.
Será que desidratou?
Mas não, não para por aí, não...
Nos dias seguintes, quando o pescador vai contar aos amigos, o peixe já está crescendo de novo. Quinze...  dezesseis, vinte quilos... E assim vai.
Essa variação se aplica também ao tamanho.
Eu já vi sujeitos contando que fisgaram lambaris de dois quilos, deeeesseeeee tamanho, e não duvido, pois tenho experiência, e sei que peixe varia muito de tamanho e peso...
Ou não, como diria o Aurélio.

2 comentários:

  1. Creio que essa variação de peso e tamanho dos peixes está de acordo com a Teoria da Relatividade dos pescadores.
    Osmar

    ResponderExcluir
  2. Essa nova teoria me ajudou a criar uma nova unidade de medida. É KgE.
    Kg de Emoção
    Carlos

    ResponderExcluir

Deixo claro que:

Ocorreu um erro neste gadget

Quando me ponho a pensar, logo penso em pescar.

Mas é bom pescar,
pois, enquanto pesco, dá para meditar.
Sentir o peixe pegando,
sentí-lo comendo a isca...
É um prazer maravilhoso,
Sei que não há quem resista.
No final do dia, cansado, com vários peixes no covo,
já estou desestressado, pronto pro trabalho, de novo.


><> ~~~~~~ <><